23.8.15

Hambúrguer artesanal sobre quatro rodas

É legal falar de restaurantes, comidas e lugares bacanas. Mas é evidente que não dá para ir neles diariamente ou pelo menos com a frequência que gostaríamos - não sei a sua, mas minha conta bancária, por enquanto, não permite.

Raramente saio nos fins de semana, gosto de ficar em casa descansando (leia-se dormindo), vendo filmes com namorado ou fazendo, como diriam minhas amigas, qualquer programa de índio que envolva rede. Entretanto, existem as exceções. E poucas coisas são mais agradáveis do que fugir da rotina e, de quebra, comer uma boa refeição.

Já fui a ótimos - e odiosos - restaurantes, porém não compartilhei essas experiências no blog. O motivo você vai estranhar: medo. Escrever sobre restaurantes, bares, botecos ou, como nesse caso, uma lanchonete não é tarefa fácil. 

Tenho medo de cometer um erro tão recorrente nos jornais, revistas e blogs de gastronomia: o jogo de iludir, onde tudo parece mais publicidade do que opinião. Virou moda, mais para epidemia, exibir pratos, bebidas e textos que enganam o olhar, depois o paladar. Talvez por isso não trouxe para o blog minhas experiências gastronômicas. No máximo, receitas simples (gordices) de comidas que amo. 

Enfim... Agora quero me arriscar nessa empreitada. Como meu blog é voltado para inspiração e coisas boas, dificilmente falarei dos lugares que não gostei. Mas na vida, sempre há exceções. 

Hoje, vou começar com algo improvável de se cometer enganos: Hambúrguer. 

Domingo passado (sei sei demorei um tempão para publicar esse post, engole o choro!), dormi na casa do namorado, acordamos tarde e não tinha nada preparado para o almoço. Apesar da preguiça, o jeito era sair. Fomos, pela primeira vez, no Urbanóide Food Truck

Saímos por volta das 2h40 de casa. Dia ensolarado. Quente pra kct! Quem conhece a mim e a Renato, sabe que não somos fãs de bebida alcoólica, mas algumas cervejas especiais - produzidas em menor quantidade e dotadas de propriedades gustativas mais complexas -, na temperatura ideal, são perfeitas para dias quentes como aquele. Entretanto, poucas refeições harmonizam com a bebida. Hambúrguer é uma delas. 

No Urbanóide, você monta sua comida: escolhe a base, o queijo, acompanhamentos e o molho. Todos os hambúrgueres vem com 160 gramas de carne artesanal. Ela, por sua vez, é suculenta, no ponto. Molhadinha dentro do disco e bem temperada. O queijo veste a carne sem encobrir o seu sabor. 

O atendimento foi atencioso, sem excessos. O cozinheiro opinou sobre nossos sanduíches, o que foi bem legal. Afinal, ele sabe, melhor do que a gente, como se faz hambúrguer. 

Renato foi audaz rsrs. Seu pedido foi feito no princípio do "surpreenda-me!". Ele escolheu a base, Baconóide (160g de mix de Carne artesanal, servida com pão bola com escolha de molho, queijo e acompanhamentos), e pediu para o cozinheiro escolher todos os outros ingredientes. Eu sei que tinha bacon rsrsrs. No final, foi surpreendido. O sabor ficou ótimo.

Tomamos uma Burgman Midnight Riders gelada, maravilhosa, para acompanhar. Cerveja artesanal, encorpada, feita aqui no Brasil mesmo, do tipo Weiss. Se o rótulo chamou atenção, informo que é personalizado com nome e brasão de um grupo de motoqueiros. 


O lugar, certamente, é agradável. Mas erramos feio no horário. Por ser aberto, o sol ficou batendo na gente causando um calor infernal. Tentamos nos posicionar na sombra oferecida pelos guarda-sóis, ainda assim, indico que vá quando o sol não estiver alto. 


Outra preocupação é o banheiro. Comer em shopping tem dessas coisas, os restaurantes nunca tem banheiros próprios. Sempre rola andarmos um bom pedaço para encontrar um. 

No dia, não precisamos usar, mais não localizei um próximo caso precisasse. Provavelmente fica dentro do shopping, o que péssimo.

Voltando para comida... Escolhi o Angus Burguer (160g de carne artesanal de black angus, servida em pão bola, queijo cheddar, farofa de bacon, molho de alho e salada). Minha única preferência, além da base, foi o queijo: amo cheddar. A farofa de bacon e o molho de alho foram indicações da casa. 

A Angus é uma raça de bovinos, destinada à produção de carne com qualidade superior. Extremamente macia e saborosa. Não sou fã de carne, sério, gosto de hambúrguer, mas carne não é meu forte. De qualquer forma, tudo estava delicioso. Menos o calor hahaha. 

p.s:. cada hambúrguer vale uma refeição bem servida. O bixinho é grande, viu?

Baconóide R$20,00 | Angus Burguer R$22,00 | cerveja Burgman Midnight Riders R$19,90 

Urbanóide - Food Truck
Rua Padre Carapuceiro, 777 - Boa Viagem
Estacionamento do Shopping Recife 
tel. 98191.8361


fotos: tiradas por mim com iPod

3 comentários

  1. Quando comecei a ler o post estava com fome, agora estou maluca querendo um hamburguer. Aqui em São Paulo tem uns esquemas assim, mas são todos longinhos de mim e dai acabo nunca indo. Reconsiderando muito a distância depois do teu post! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dependendo da comida, vale muito a pena encarar a distância. :D

      Excluir
  2. Legal seu depoimento sobre nossa cerveja. Sou membro da CM de "motoqueiros" que se referiu e a cerveja é um parceria da nossa Comunidade com a cervejaria Burgman.
    http://www.cervejariaburgman.com.br/
    http://midnightonline.livreforum.com/

    ResponderExcluir

Copyright © Ensaio de asas
Design edited by Bruna Sarga Illustration by Klika Boutique